• Coritiba Ideal

Mais uma fase concluída. Próximo passo: Sumário Executivo

Coritiba Ideal e Instituto Ermínia Sant’Ana concluíram na última semana as reuniões temáticas do planejamento estratégico. A base medular está definida


O Professor Carlos Romaniello - Editorial Design e membro da equipe técnica do Instituto Ermínia Sant'Ana - em reunião de planejamento do Coritiba Ideal

Desde as primeiras conversas no início de junho foram cinco encontros temáticos totalizando mais de 100 horas de trabalhos, além de pesquisas focais, análises de projetos e tendências do futebol e uma ampla discussão do Coritiba Foot Ball Club. Assim, o Coritiba Ideal e o Instituto Ermínia Sant’Ana fecharam mais uma fase da construção do programa de gestão do grupo que tem Renato Follador como candidato a presidência do Coxa. A próxima fase dos trabalhos, que iniciou nesta segunda-feira (03), será a apresentação do Sumário Executivo do programa.


O resultado desse esforço foram pontos medulares do plano, aspectos realmente factíveis e com real impacto no sistema engessado e ultrapassado que atualmente o Coritiba segue. Os temas do Sumário são:


  1. Modelo de Governança;

  2. Gestão Técnicas de Futebol;

  3. Renovação de Capital Humano;

  4. Gestão Financeira;

  5. Marca.


“A partir destas cinco grandes áreas iremos implementar aquilo que acreditamos ser vital para o Coritiba. Reformular a governança ultrapassada e de práticas inaceitáveis à atual gestão esportiva, criaremos um departamento de futebol integrado e moderno, valorizando prospecção, base e equipe profissional com a mesma intensidade e dedicação”, explicou o candidato à presidência pelo Coritiba Ideal, Renato Follador.

“Iremos promover uma renovação no capital humano, realizando a capacitação da força de trabalho e daremos outras formas àquilo que entendem como marketing, comunicação e relacionamento com a torcida. Precisamos organizar as realizações do clube em torno de um propósito, devem deixar de promover medidas esporádicas e sem planejamento com o todo”, emendou Guilherme Prosdócimo, membro do Coritiba Ideal e do grupo de trabalho do desenvolvimento do projeto.


“Teremos um trabalho especial para cuidar daquilo que entendemos como o mais crítico: as finanças do Coritiba. Temos certeza, assumiremos um clube muito endividado, com fontes de receita escassas e o pior, com práticas incapazes de fazer algo diferente”, avaliou Henrique Ballão, outro participante do Coritiba Ideal presente nas reuniões temáticas, que fez um amplo estudo comparativo dos aspectos financeiros e de gestão dos principais clubes do futebol brasileiro.



Siga o Coritiba Ideal no Instagram, Facebook e Twitter. Rumo a um #coritibaideal.